visualizações de página

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Casulos


Quantos casulos hão de durar obscuros?

Quantos humanos hão de sonhar sob os muros?

E quantas vezes há de se sentir só?

...Quanta solidão cabe numa multidão?

Cada janelinha esverdeada

Cada disponível sem solução

Onde tá todo mundo que não tá todo mundo junto não?

Eles parecem felizes, fotografam sorridentes.

Instagram como se fossem capas de jornais

No divã, me parecem tão banais.

Eles pensam momentaneamente como você

Praticam outras coisas, com outras pessoas.

Eles leem livros, mas não falam com pessoas.

Eles se omitem, e sorriem de outras coisas.

Quantos casulos juntos hão de durar?

Quantos casulos duros ei de romper?

Tantas solidões solitárias

As mesmas desculpas entre várias

As mesmas respostas canalhas.

Eles compartilham frases prontas

Insólitos a converter para a felicidade.

Revestem-se de orgulho

Travestem-se de maldade.

Quantos orgulhos hão de amargar?

Quantos orgulhos ei de ceder?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pedras na janela

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...