visualizações de página

sexta-feira, 6 de março de 2009

Pensamento marginal


Senti isso ontem sobre duas rodas, de fronte ao vento contra o rosto, secando as lágrimas antes mesmo que saltassem dos olhos. Pensei em todas as possibilidades de nunca mais ter que viver outra noite assim. As possibilidades eram extremamente negras. Descreve-las aqui assustaria o leitor ( embora não sejam muitos). O que me faz sentir seria talvez o não sentir-se parte de absolutamente nada. Eu não era apenas parte do cenário, porém foi assim o trato. Talvez tenha se ouvido pouco da minha voz, mas não foi porque eu não tinha o que dizer. Nem parte do "bolinha", nem parte do " luluzinha", talvez em alguma dimensão inesistente e pouco importante para os degenerados donos da alta sociabilidade. Badalados. Protegidos. Influêntes. Simpáticos. Exageradamente bem sucedidos. Bem que tentei alçar voô. Mas um leão não voa se não houver platéia. O rei não é rei, se não houver reinado. Não, eu não estou tentando tornar obscuro o que eu sinto. Nem colocar névoa sobre o ódio que me encendeia. Já basta as complicações rotineiras. Pra quem dizer isso? blogs foram muito bem pensados. Mil vezes melhor que um padre. Quem quer saber do meu pensamento podre e morto? posicionem-se. Não, melhor não. Provavelmente seria uma risada sarcástica, ou simplesmente: você esta errado. Nunca soube como fingir estar feliz. Talvez porque nunca tenha sido efetivamente. A repulsa e a indiferença sempre me fazem sentir essa dor. Talvez amanhã ela passe, mas eu sei que sempre retorna. Já senti muito medo de voltar as mesmas noites. De estar sozinho, de chegar sozinho, e descobrir sozinho. De sorrir sozinho, chorar sozinho. Não me venha com seu excesso de otimismo, dizendo que tudo vai dar certo, que vai melhorar ou que a vida é assim mesmo. Isso me dá nauseas. Pensei que fosse melhor que isso. Não me canse com sua empolgação em fazer qualquer coisa. Mas me iluda se importando comigo de vez em quando. E se houver mais uma noite de multidão de costas pra mim. Possibilidades serão bem vindas.

2 comentários:

  1. Eu amo vc!
    E eu me importo com vc! Talvez eu só não saiba ser tão gentil ou simpática ou agradável qnto gostariamos, mas me importo mto. E mesmo achando q nao faz parte de nada, vc faz parte da minha vida, da minha história, da minha construção de mim... Faz parte de tudo q amo!

    ResponderExcluir
  2. Ouwnn Taty!
    Obrigado pelas palavras, obrigado mesmo!

    Tbm te amo muito, e compartilho da mesma falta de tato as vezes com simpátia, gentileza ou ser agradável.

    Não faz pouco tempo que agente se conheçe neh =D
    por isso um faz parte da história do outro concerteza!

    Bjo grande!

    ResponderExcluir

Pedras na janela

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...