visualizações de página

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Sensações


Eu estou extremamente decepcionado, enormemente descontente com as pessoas, com essa incapacidade de compreensão, com toda essa falta de sensibilidade, de compaixão, de verdade. Eu estou cansado de ver alguém morrendo por dentro, me sentindo tão impotente, sentindo que vou morrer junto, e observando deste ponto, o quanto algumas pessoas poderiam fazer diferença e, no entanto, são tão indiferentes, tão vazias, cruéis e superficiais. Sinceramente não dá para sorrir o tempo todo, não dá para ser simpático o tempo todo, não dá para ser feliz o tempo todo. Mas as pessoas fazem questão de demonstrarem toda essa explosão de felicidade, e no fundo, são tão podres, tão mesquinhas, tão mentirosas e cínicas, que eu só consigo sentir vontade de vomitar. Essa indiferença me causa dores físicas, dores intensas, dores que me cegam, que me deixam incapaz de enxergar a solução sozinho. Eu estou cansado de ser todo ouvidos sempre, e ter sempre que me resguardar, por que as pessoas perguntam sim o que você tem, mas elas não são capazes o suficiente de ouvir e compreender, elas perguntam por curiosidade, por educação, ou por que perceberam que estão falando demais, e ouvindo de menos, e precisam fingir que estão interessadas. Sim, elas estão interessadas, nos próprios problemas, na sua própria vida, nas coisas mais banais, nos problemas mais superficiais possíveis, não são capazes de se aprofundar em nada, não são capazes de observar e de sentir nada que não seja seus próprios egos, sua própria vaidade. Eu estou enojado dessa gente que acha que a vida é um eterno piquenique, que tudo está bom, que tudo é obra de Deus, que tudo é maravilhoso, e deve ser mesmo, basta ignorar tudo ao redor, para ser feliz assim, todos os dias. Basta fingir que se preocupa, que dá ouvidos, que se sensibiliza. São nauseantes as pessoas querendo dizer o que você esta sentindo, se nem ao menos sabem quem você é de verdade. Elas resolvem seus problemas por você, como se elas realmente soubessem quais são seus verdadeiros problemas, elas são padronizadas, e acham que um “vai ficar tudo bem” é o suficiente. Tem gente que acha que precisa saber os detalhes mais sórdidos para saber o que podem fazer, e tem gente que sabe e não move se quer um dedo. As pessoas só querem mesmo é estar bem informadas, mas não sabem o que  fazer com as noticias, inventam todas as desculpas pra te deixar na mão. E assim, eu realmente vou aprendendo a ser tão vazio quanto elas, tão podre quanto elas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pedras na janela

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...