visualizações de página

segunda-feira, 5 de março de 2012

Menina no lance


Meu amor, aonde foi que cê se meteu,
Por que, que não ta junto com o meu?
Por favor, aperte, belisque, balance,
Me diz que tenho mais uma chance.
Onde estou? Onde você me deixou?
 É quase que se fosse outro lance,
Nos sonhos me parece um romance, sem valor.
 Será que esse amor já morreu?
Eu disse tanta coisa bonita,
E ouvia tantas coisas da vida,
E agora, como posso te esquecer?
Você já faz parte do meu, do lado do gueto e do breu,
Buscando caminhos errados, errantes, distantes,
Chegando a algum lugar, não posso nem te contrariar,
 Aonde esse amor foi parar?
Tudo bem, agora eu só quero te amar.
Vou botar aquela minha roupa marcante
Você nunca me viu como antes
Agora vou brincar de ser teu
Agora vou dizer quem sou eu
Não se assuste se tudo der certo
O final é melhor que novela das seis.
Venha cá e destrua outra vez
O nosso romance real
Esse negócio de viver sonhando é legal
Quando a gente não se dá mal, mal, mal, muito mal.
Me diz se não tem outra menina?
Que se envolveu nessa loucura divina.
Que inventou suas próprias mentiras
Todo dia, aquilo não me satisfazia
Eu cego, muito bobo sorria
Estava te perdendo
Já existiam outros por dentro
E eu amando todo esse lance
Achando que era pleno romance
Acreditando mesmo na chance
De ser feliz.
E o que aconteceu?
Meu amor, aonde foi que cê se meteu,
Por que, que não ta junto com o meu?
Aquele menino sou eu, e teu
Não sei nem onde estou
Meu amor, aonde foi que cê se meteu,
Por que, que não ta junto com o meu?
Aquela menina chegou, mudou, pegou, murchou
O nosso amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pedras na janela

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...